The work of an ordinary poet

Assalam ualaikum. Hoje decidi fazer alguns versos, Desses que a gente faz sem pensar em coisa alguma – simplesmente escrevemos ao fluir dos sentimentos. Puxa vida, esse sol que desponta nessa manhã enche-me de esperança, mas não uma esperança qualquer, dessas que todos têm em seus toscos corações. Uma esperança que somente aqueles que amam e "temem" ao Todo Poderoso são capazes de ter e manter em suas almas. Ah! mas, puxa vida, você mora tão longe de mim que às vezes eu não consigo acreditar que um dia chagarei a conhecer você. Por que tem de ser assim? Tudo bem, com o destino não se brinca nem se duvida, muito menos se questiona. Mas, eu só gostaria de saber porque os meus olhos insistem em pousar sobre a sua alma, por mais que eu queira vivenciar as maravilhas da vida, a sua simples e tocante beleza desvia minha atenção e me guia à sublimidade da existência: você. Foto extraída do site http://www.trekearth.com/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Antes de você chegar

Responsabilidade

Welcome to life