O que você é? (uma conversa no Metro de São Paulo)

Olá, tudo bem, estava ali te observando e queria te fazer uma pergunta: o que você é? Sabe por quê? Você não é como a maioria, tem um jeito diferente, não diria estranho, mas, diferente dos outros, sabe? Olha, não me leva mal, tudo bem? Só fiquei curioso – essa roupa meio estranha, bem largona, sabe?, esse cabelo loção, esse jeito, que de brasileiro não tem nada, enfim, o que você é? Olha, não se preocupa não, tudo bem?, não sou preconceituoso nem zombador, fique livre para responder sem acanhamento algum, independente disso, meu tratamento a você será de amor, eu juro. Você sabe como é né, na vida é necessário seguir alguma coisa, digo, algum líder, alguém que te dê orientação para seguir em frente, como se fosse uma espécie de um farol, sabe?, alguém para te falar o que você pode ou não fazer, deve ou não deve fazer, entendeu? Sabe, é por isso que esse mundo é essa anarquia: ninguém respeita nada e nem segue nada, não tem nenhum líder, não tem nenhuma religião, aliás, religião é algo extremamente importante na vida, é um freio para os nossos desejos mais doidos sabe, hehehe, e também, nos ajuda a ser mais gente, sabe? Foi como eu disse no começo: necessitamos sempre seguir um líder para que vivamos nossas vidas de acordo com o que Deus prescreveu, sabe? Mas, então meu caro – o que você é?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Antes de você chegar

Responsabilidade

Welcome to life