Entardecer

Olá meus queridos.
Mais uma tarde esvaece lindamente lá fora. Pela janela observo as cores, um vermelho que ora torna-se laranja, ora torna-se um vermelho intenso, vivo, indescritível. Sabe, às vezes divago por essas tardes evanescentes de outono - possuem uma beleza indizível, no entanto, são tocáveis e sublimes. Em tardes como essas, a beleza do mundo se mostra, amiúde, por esses maravilhosos dias de outono. Nessas tardes lentas e longas, o pensamento voa longe, desaparece entre o céu azul e alguns pedaços picados de nuvens, e, o sol, um espetáculo aparte, desliza pelos recônditos mais imundos e obscuros dessa linda cidade - São Paulo. Aliás, por meio do pensamento somos capazes de ganhar o mundo, no duro! Melhor dizendo: pensamento + ação = sucesso; caso o sucesso não venha, ao menos fizemos coisas incríveis. Como disse uma Pessoa que conheço: "Deus cria, o homem sonha, a obra nasce".
Pense e acredite.
Abraços de urso e até breve se Deus quiser.

Haikai da tarde.
Esse vermelho, esse sol, essa tarde;
Lembranças constantes das coisas fabulosas,
A mim reservadas.

Comentários

Anônimo disse…
Palavras doces e sutis, que escondem um anseio de vida e chegar ao topo dela.
Puxa, Lê, que benção um pôr-do-sol destes nessa cidade tão cinzenta...
Beijocas!

Postagens mais visitadas deste blog

Antes de você chegar

Responsabilidade

Welcome to life