Freedom in Iran


Ante as manifestações populares no Iran, país que muito admiro por sua cultura e história, eu não pude deixar de comentar algo.
O poema abaixo foi escrito em junho de 2005, após um sentimento de raiva e desapontamento em virtude das atitudes daqueles que deveriam zelar por nós: o governo.
Outro ponto que desejo expressar é que o Islam não é uma religião que prega o desprezo pela vida, a repressão, o ódio, mas sim a paz, o amor, a fraternidade. Cito dois ditos do profeta Muhammad(saw) sobre as atitudes do governo iraniano; creio que tais palavras do profeta(saw) encaixam-se nesta situação.
"Aquele que não tem compaixão com as pessoas não terá a compaixão de Deus".
"O pior dos governadores é o severo e intransigente. Portanto, cuida para não ser um deles".


Proclamação

Eu gostaria de escrever o poema mais triste do mundo!
Esta noite, eu gostaria de destilar as palavras mais corrosivas da angústia,
Esta noite...
Bem, esta noite é o restício de um dia pesado,
Tão pesado quanto a mágoa de toda raça humana.
As janelas são abertas pela pessoas em suas casas engradadas,
Após abrí-las, já se fecham as cortinas, impedindo que a verdadeira luz do sol adentre o lindo ambiente.
A verdade? Bem, a verdade é apenas uma hipótese cogitada meio a mentira.
"Eu quero amar",
Eu quero amar a todos incondicionalmente.
Mas ninguém quer aprender a amar ninguém!!!
Fui esfaqueado espritualmente com requintes de crueldade hoje.
Ah!, Um sorriso de uma criança pode me salvar agora,
Mas, onde elas estão?
Testando o jogo do momento: Bath of blood.
Eu vim para reorganizar,
Eu vim para protestar,
Eu vim para blaterar,
Eu vim para proclamar,
Que o momento é oportuno,
Que a ocasião é esta.
Armado de ideias sulfúricas e portando uma caneta de mil megatons,
Vim para reorganizar os sistemas -
Vim avisar que o otimismo nasce da sórdida escuridão do pessimismo.
Um pedaço de papel é tudo o que preciso
Para denunciar que minha tristeza é universal,
E que a minha esperança é tão intensa quanto a vida.

Comentários

Denise Bomfim disse…
A salamo-a-leikom!
Perseveramos no Amor incondicional pelo próximo.
Que Allah nos oriente a buscar sempre a Luz e a Liberdade.
Illa liqa.
Anônimo disse…
ninguém quer aprender a amar? fazer critica é bacana por demais mas generalizar talvez não seja o melhor caminho, não acha não?
Rob Seixas disse…
belo texto, como sempre meu amigo. Forte abraço, fique com Deus!!!!!!
Unknown disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse…
Oi Leandro, lembra de mim?Trabalhamos juntos no CEAM,me formei em pedagogia e estou fazendo letras agora. Gostei do seu blog, tem muito sentimento no que escreve... passarei por aqui mais vezes!
Eu tembém tenho um blog, fiz faz pouco tempo mas já tem umas coisas lá, se quiser dar uma olhada, fique a vontade!

Um beijo
Débora

Postagens mais visitadas deste blog

Antes de você chegar

Responsabilidade

Welcome to life