Someboy told me (they are really cool)


Sábado foi realmente um dia maravilhoso; tirando o mau tempo. Mas, foi muito bom.
As vítimas aguardavam ansiosamente os rapazes da noite – The Killers. Porém, a espera foi regada à muita chuva, aliás, uma tempestade daquelas. Como eu e minha garota já estávamos ensopados – “Dane-se! Quando eles entrarem agitaremos bastante!”.
A impaciência cessou quando as primeiras notas perguntaram se “are we human, or are we dancer?”, pronto!, todos já pulavam jogando para cima água e lama. Graças a Deus não houve atraso, como da primeira vez que vieram.
A maioria dos sucessos foram tocados, claro que sempre que fica algo de fora. Agora, o que amo em shows: as músicas ficaram mais agressivas. Conforme a banda tocava imagens eram projetadas em telão ao fundo do palco, aliás, com uma decoração bem tropical: quatro mini-palmeiras e um vaso gigante repleto de flores de diversas cores. Brandon Flowers não só é carismático, mas também, não parou de agitar a platéia um minuto. Os momentos mais intensos foram as músicas “Smile like you mean it”, que ganhou uma roupagem praieira (acústica), “Read my mind”, que já é sublime por si, “Shadowplay”, que eu não acreditei, por se tratar de um cover, e, um trecho de uma música do Elvis Presley.
Após a tempestade sonora de Las Vegas, as vítimas saíram extasiadas com a atuação da banda. Se eles nos pedissem - “we hope you enjoy your stay”, a resposta seria uma outra pergunta – “Can you read my mind?”.

Comentários

Rob Seixas disse…
Impressionante, meu grande amigo, como você transforma tudo em poesia. Até um fato do cotidiano, você transforma na mais bela arte. Parabés pelo seu taleto. Só mais uma coisa: saudades de você, cara! Um super abraço, a gente se fala em muito breve!!!!! flw!

Postagens mais visitadas deste blog

Antes de você chegar

Responsabilidade

Welcome to life