In the distance


Com minhas ideologias democráticas
Desço nesta terra de tradições.
Se sou amigo ou não, isso você verá.
Nesta praia, meu coração titubeia,
Meus pulmões gaguejam,
Meus movimentos hesitam,
Com seu olhar de pureza, e...
A brisa de minhas preces
Aquecerá o seu coração.

Um pouco mais, e as armas chegam.
Em meu sangue o medo circula,
E tradições religiosas guiam meu alvo.
Pensei que me casaria com você,
Mas aqui estou – noivo de meus métodos.
Porém, quem mos ensinou repousa em pura seda.
Talvez um pouco mais eu alcance
Aquela praia distante de suas lágrimas,
A brisa de minhas preces
Aquecerá o seu coração.

Minha partida e as circunstâncias que a levaram
Causam medo em meu viver,
E meu inimigo ferve em meu peito,
Nunca o vi, mas assim me foi dito –
Destruir o que não nos convém.
Mas, nessa noite a suavidade paira,
Deus serenou nossos pensamentos.
Vou escrever para você e
Minhas palavras vão te manter aquecida.

Tão tranqüilamente... um corpo repousa na praia.
Calafrios, agora, acompanham minha respiração,
Motivando-me a não sentir nada mais.
Fecho meus olhos e minhas súplicas implodirão
Toda maldade que insiste em existir.
Desperte!, a calmaria ascende aos céus.
Minhas palavras irão aos ouvidos de Deus.
Estrelas iluminarão seu lindo coração,
Então, deixa-as aquecer seu peito.

Dê-me esperança, dê-me seu calor.
Dê-me a beleza da vida novamente.
Aqui ficarei!, até que a noite acabe
E um novo alvorecer floresça no horizonte.


Ao conflito árabe-israelense.

Foto: http://mjnorton2.web.officelive.com/default.aspx

Comentários

Rob Seixas disse…
Eu sei que eu sou suispeito, mas você é, definitivamente, meu porta contemporâneo favorito. Belo dom, cara! Parabéns. Fico arrepiado, quando eu vejo a quem vc dedica os belos versos. Maravilha! No aguardo dos próximos, rssssss. Abração!
Denise Bomfim disse…
Salam, irmão do Oriente!
Palavras lindíssimas, continue assim,na Luz!
Quisera o mundo conhecer apenas uma Jihad, a jihad interior, aquela da busca por vencer a nós mesmos!
Há novidades no meu Blog tb, veja se gosta...
Ila liqa!
P.S:não sei por que as pessoas só estão conseguindo comentar com o Firefox!O que achas?
Débora disse…
Lê, como consegue escrever coisas tão lindas? Sinto inveja ao mesmo tempo em que admiro seus versos. Leio, releio e tudo sempre me toca... sinto, alias, saudades quando não passo por aqui!

Um beijo enorme

Postagens mais visitadas deste blog

Antes de você chegar

Responsabilidade

Welcome to life